Joaquim dos Santos pede controlo apertado das normas sanitárias nas fronteiras

by -85 views

DÍLI – O deputado da Fretilin Joaquim dos Santos pede ao Ministério da Saúde (MS) e às autoridades de segurança e defesa que intensifiquem o controlo das regras do estado de emergência, principalmente nas fronteiras.

O parlamentar pede ainda que seja imposta uma cerca sanitária no suco onde surgiu a transmissão local da covid-19, evitando, assim, um possível alastramento do vírus a outras zonas do país.

“Temos de isolar esta zona, pois já existe a propagação comunitária no nosso país e, caso isto se venha a alastrar a outro local, para onde é que vamos fugir? Mesmo que fujamos, a doença não nos vai largar”, lamentou o parlamentar, no plenário, esta quarta-feira (24/02), no Parlamento Nacional.

“Na verdade, não existe, em Timor-Leste, esta transmissão ativa. No entanto, alguns cidadãos das zonas fronteiriças não cumpriram as normas do estado de emergência, circulando clandestinamente nas fronteiras e trazendo consigo o possível vírus para o país”, afirmou. Apelou ainda aos habitantes residentes nas zonas fronteiriças que obedecessem às medidas de prevenção do novo coronavírus.

Joaquim dos Santos insistiu na importância de a comunidade residente nas linhas das fronteiras respeitar os esforços, quer por parte das forças de segurança e defesa quer por parte da equipa de saúde que atuam na salvaguarda de toda a população.

“A propagação que surgiu no posto administrativo de Fatumea, em Covalima, não se deveu ao descontrolo da equipa da linha da frente, mas sim à desobediência de alguns indivíduos por incumprimento das regras sanitárias. Por causa disso, Timor-Leste está em risco de entrar num estado de calamidade nacional”, concluiu. (jmy)

No More Posts Available.

No more pages to load.