João Miranda pede sanções severas para cidadãos que entram ilegalmente no país

by -44 views

DÍLI – O Brigadeiro General João Miranda ‘Aluk’ recomendou ao Governo a aplicação de sanções rigorosaspara os cidadãos que entram ilegalmente através das fronteiras.

O dirigente lembrou os riscos da covid-19 e defendeu a necessidade de medidas de prevençãoapertadas.

“Recomendamos ao Governo que tome medidas rigorosas no caso de pessoas que entram clandestinamente. Colocamo-lasem quarentena e, 14 dias depois, regressam a casa. Os cidadãos já se acostumaram. Peço ao Estado que tome medidas muito apertadas para evitar esta situação”, disse João Miranda ‘Aluk’, esta segunda-feira (25/01), após o encontro com o Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, no Palácio do Governo.

De acordo com João Miranda, um aumento do número de efetivos de segurança nestas zonas fronteiriças não é por si só suficientedevido à extensão das fronteiras.

“Durante 24 anos, na guerra e com inimigos, conseguimos entrar. É, então, muito fácil as pessoas entrarem ilegalmente. Recomendo a todos os cidadãos que combatam este vírus”, concluiu.

Jornalista Jaime Pires

No More Posts Available.

No more pages to load.