Já receberam apoio de emergência 4.452 agregados familiares vítimas das cheias

by -29 views

DÍLI – A Secretaria de Estado da Proteção Civil (SEPC) procedeu à entrega de apoio de emergência a 4.452 agregados familiares na sequência das cheias que assolaram, a 13 de março deste ano, 17 sucos de quatro postos administrativos do Município de Díli.

“O apoio foi já entregue a 4.452 agregados familiares. Os restantes ainda não receberam por se terem deslocado para o interior devido à propagação da covid-19”, disse o secretário de Estado da Proteção Civil, em conferência de imprensa, na segunda-feira (04/05), em Vila Verde.

Alexandrino de Araújo referiu igualmente que a SEPC ainda não concluiu o processo de distribuição do apoio de emergência às vítimas das cheias por 229 agregados familiares se encontrarem atualmente no interior do país. Acrescentou, no entanto, que, assim que regressem dos municípios, a secretaria lhes vai facultar esse apoio.

O secretário de Estado recordou e agradeceu também o apoio de particulares e empresas nacionais e internacionais.

“Conseguimos resolver os problemas graças ao vosso apoio”, afirmou.

“Como sabem, o desastre natural aconteceu durante o regime de duodécimos. Estamos com muitas dificuldades [financeiras]. Andamos, por isso, à procura de fundos para podermos apoiar as vítimas. Algumas empresas deram-nos apoio financeiro e outras apoiaram-nos com bens de primeira necessidade”, recordou.

SEPC recebe nova lista de vítimas de cheias

O governante acrescentou que a SEPC recebeu uma nova lista de 575 agregados familiares, vítimas das cheias ocorridas nos Postos Administrativos de Vera Cruz e Na’in Feto.

“Como se trata de novos dados, a equipa da SEPC deverá primeiramente efetuar a análise. Nos primeiros casos, foram registados 4.681 agregados familiares. Os dados foram imediatamente levantados pelos chefes de suco e aldeia”, disse.

O secretário de Estado pediu ainda às autoridades locais que procedessem à verificação do levantamento dos dados, garantindo que a SEPC dará resposta às necessidades dos cidadãos. (res)