Já 11 crianças morreram com dengue desde janeiro

by -48 views

Díli – O Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) registou, desde o início de janeiro deste ano, 349 casos de crianças com dengue, sendo que 11 morreram.

“De janeiro a meados de junho, registámos 349 casos de crianças com dengue, 11 das quais perderam a vida”, afirmou o Chefe da Unidade de Pediatria do HNGV, Breviado dos Santos, em declarações aos jornalistas, na quarta-feira (24/06), no local de trabalho.

O responsável referiu ainda que a maioria das vítimas mortais tem idade inferior a cinco anos e é oriunda dos municípios de Díli e Ermera.

O Chefe da Unidade de Pediatria recordou igualmente que o HNGV reportou dez mortos, de janeiro a maio, e mais um em junho.

“A maioria das vítimas mortais é proveniente de Díli. A equipa de vigilância procederá ao levantamento de dados no HNGV para realizar a fumigação e distribuir larvicidas pelos locais afetados, evitando, assim, a transmissão de doenças por mosquitos”, salientou.

Breviado dos Santos lembrou, de igual modo, que a maioria das crianças sofria de dengue hemorrágica.

Para o chefe, o aumento do número de casos de dengue deveu-se ao foco das autoridades de saúde nas medidas de prevenção e combate à covid-19 em detrimento de outras doenças.

“As crianças com febre recebem um tratamento hospitalar de três ou quatro dias. Quanto àquelas com dengue hemorrágica, poderão ficar no mínimo seis dias internadas. As outras perderem a vida pelo facto de a família as trazer já num estado grave. Em menos de 24 horas, morreram”, explicou.

De acordo com Breviado dos Santos, para prevenir a doença é preciso, sobretudo, lavar duas vezes por semana as casas de banho, usar redes mosquiteiras e repelentes de mosquitos, enterrar as latas vazias e deitar a água inutilizável fora.

“Damos conselhos e promovemos ações de divulgação de informação junto dos nossos pacientes. Se um familiar estiver infetado, quer dizer que o mosquito da dengue, o Aedes Aegypti, permanece no local. As famílias devem, por isso, ter mais cuidado, visto que outros familiares poderão ser infetados”, concluiu. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.