Indonésia oferece barco-ambulância ao Ministério da Saúde

by -111 views
Foto Timor Post

DÍLI (Timor Post) – A Indonésia ofereceu, esta quinta-feira (25/11), um barco-ambulância ao Ministério da Saúde (MS) para assegurar o transporte de doentes provenientes de Ataúro e Região Administrativa Especial de Oé-Cusse e Ambeno (RAEOA) para Díli a fim de receberem tratamento médico no Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV).

O Diretor-geral do Serviço Nacional de Ambulância e Emergência do MS, Horácio Sarmento, explicou que o apoio dado pelo país vizinho tem como objetivo responder à escassez de embarcações cuja finalidade é garantir a transferência de doentes.

“Apesar de existirem voos para transportar pacientes, este não pode efetuar voos durante a noite. Em alguns casos, alguns doentes que precisavam urgentemente de serem transferidos durante a madrugada acabaram por  morrer por falta de voos”, disse Horácio Sarmento aos jornalistas, esta quinta-feira (25/11), após a cerimónia de entrega  do barco-ambulância, na Embaixada da Indonésia.

O MS promete responsabilidade na utilização do barco-ambulância e vai coordenar-se com as entidades relevantes para questões de manutenção.

O ministério deverá ainda apresentar na discussão orçamental no Parlamento Nacional um pedido para a sua manutenção, já que não estão previstas verbas no Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2022 para este fim.

A embarcação tem um custo total de 200 mil dólares americanos e tem capacidade para transportar 25 pessoas. Esta pode fazer a travessia entre Díli e Ataúro com uma duração apenas de 15 minutos.

O representante da Embaixada da Indonésia em Timor-Leste, Alamshyah, referiu que as restrições impostas devido à pandemia da covid-19 dificultam a operação de transportes marítimos e aéreos, pelo que os habitantes do enclave e da ilha acabam por ser os mais afetados.

“Estamos satisfeitos por podermos ultrapassar a situação pandémica. A Indonésia compromete-se a manter os laços bilaterais para desenvolver os setores importantes em Timor-Leste, incluindo o de saúde”, disse.

O Serviço Nacional de Ambulância e Emergência vai igualmente cooperar com a Secretária de Estado da Proteção Civil (SEPC) e a Unidade de Polícia Marítima (UPM) para promover uma formação sobre os primeiros-socorros. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.