HNGV com 92 casos de crianças com dengue e um morto só em março

by -42 views

Díli- O Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) registou, só no mês de março deste ano, 92 crianças com dengue que foram hospitalizados na ala pediátrica da unidade hospitalar.

O Chefe da Unidade Pediátrica do HNGV, Breviado dos Santos, referiu que o centro hospitalar recebeu ao todo, durante o mês de março, 301 crianças com várias patologias, apresentando o dengue uma grande prevalência.

“Os profissionais de saúde que operam na ala da pediatria registaram durante o mês de março 301 crianças com vários problemas de saúde.  Deste número, há a salientar que 92 crianças contraíram o dengue, 73 das quais já tiveram alta e 18 continuam internadas. Infelizmente, uma criança com dengue veio a falecer”, afirmou em declarações aos jornalistas, na quinta-feira (02/04), no HNGV.

Segundo o chefe, a morte da criança com dengue deveu-se ao facto da sua família a ter levado ao centro hospitalar já com um quadro clínico muito grave.

“A criança perdeu a vida devido ao seu estado de saúde apresentar um quadro clínico muito debilitado. Apesar de todo o esforço, não foi possível salvá-la. Quanto aos restantes pacientes, estão a ser medicados até poderem recuperar totalmente. Necessitarão de mais quatro ou cinco dias até terem alta”, referiu.

Breviado do Santos aconselhou ainda todos os pais que, caso os seus filhos estejam mais de três dias com febre, os levassem de imediato ao centro de saúde mais próximo.

“Se os vossos filhos estiverem com febre e tiverem falta de apetite e dor intestinais, devem levá-los de imediato ao centro de saúde mais perto para serem prontamente atendidos. Não se esqueçam de limpar as casas de banho três vezes por semana para impedir que o dengue alastre”, concluiu.

Recorde-se que a Diretora-Executiva dos Serviços de Saúde do Município de Díli (SSMD), Agostinha Segurado, revelou que o SSMD regista só em 2020 mais de 300 casos de dengue e uma morte neste município.

“O número de casos de dengue tem vindo a aumentar. Registam-se, no ano corrente, mais de 300 casos. Uma criança, no suco de Manleuana, morreu devido à doença”, afirmou aos jornalistas, na semana passada, no Bairro da Formosa.

Agostinha Segurado referiu ainda que, devido à falta de transportes e de recursos, a fumigação para combate aos mosquitos não está a funcionar em pleno.

Apesar das dificuldades, a responsável garantiu que o SSMD manteria a fumigação dos locais mais afetados, evitando, desta forma, as doenças transmitidas por mosquitos, nomeadamente a dengue e a malária.

“A equipa da Cruz Vermelha de Timor-Leste continua a apoiar o SSMD. Hoje, os serviços de saúde de Vera Cruz e Comoro divulgaram informações junto da comunidade local”, adiantou.

De acordo com a diretora, os postos administrativos mais afetados são os de Dom Aleixo, Vera Cruz, Cristo Rei e Na’in Feto. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.