HAK preocupada com falta de juízes no TDD

by -27 views
Sala do tribunal em Díli onde está a ser julgado o cidadão português Tiago Guerra acusado de branqueamento de capitais, Díli, Timor Leste, maio de 2017. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Díli- A Associação HAK mostra-se preocupada com a falta de juízes no Tribunal Distrital de Díli (TDD), um problema que afeta os processos.

O Diretor da Associação HAK, Manuel Monteiro, pediu esta sexta-feira (04/09), ao Governo que prestasse atenção ao problema e o tentasse resolver.

“Quando só nos metemos na vida política e não melhoramos os recursos, não há mudanças que tragam desenvolvimento. O Tribunal continua a ter falta de juízes para resolver os processos pendentes, principalmente os de crimes graves”, disse.

Também o Vice-Diretor desta organização, Sisto do Santos, entende que a falta de magistrados é uma preocupação nacional, pois afeta o trabalho judicial, sugerindo, como tal, o recrutamento de novos juízes.

“Os recursos humanos são o maior desafio para o país. O Governo deve tomar medidas o quanto antes”, referiu, defendendo ainda a continuidade da formação para magistrados.

Em resposta às preocupações, o Juiz Administrador do TDD, Afonso Carmona, reconheceu a falta de juízes no Tribunal, mas afirmou estar a procurar solucionar o problema.

“Estamos a procurar uma solução para termos mais juízes. Esperamos que o Presidente do Conselho Superior da Magistratura Judicial possa escolher novos juízes para o Tribunal Distrital de Díli”, afirmou.

Segundo Afonso Carmona, este tribunal conta com 16 juízes – seis para ações cíveis e dez para processos crime. (jxy)

No More Posts Available.

No more pages to load.