Há vacinas que ficam fora do prazo de validade em outubro e novembro

by -137 views
Porta-voz da Comissão Interministerial da Implementação da Vacinação Contra a Covid-19, Danina Coelho. Foto TT

DÍLI (Timor Post) – A porta-voz da Comissão Interministerial da Implementação da Vacinação Contra a Covid-19, Danina Coelho, revelou que existem vacinas armazenadas no Serviço Autónomo de Medicamentos e Equipamentos de Saúde (SAMES) que estarão fora do prazo de validade em outubro e novembro deste ano.
A responsável considera preocupante o assunto, uma vez que as vacinas poderão ser desperdiçadas, caso não sejam administradas, antes do fim do seu prazo de validade.
“Apresentámos já esta questão em Conselho de Linha Ministerial. É uma grande preocupação nossa. Há vacinas, cujo prazo expirará entre o final de outubro e novembro, ”, avançou Danina Coelho ao Timor Post, na passada sexta-feira (17/09), no Ministério da Solidariedade Social e Inclusão (MSSI), em Caicoli.

A responsável garantiu, no entanto, que a comissão está a envidar todos os esforços para resolver a questão.
“Cada produto de saúde contém a data de validade assim como as vacinas. Temos, por isso, de acelerar e concluir a sua administração”, afirmou.
Já o Diretor-Executivo do SAMES, Santana Martins, disse que existem atualmente mais de 200 lotes da vacina AstraZeneca armazenados nas câmaras frigoríficas do SAMES.
“Daremos prioridade àqueles que chegarão em breve o fim da sua data de validade. Caso a comunidade não tenha vontade de tomar a vacina, há lotes que serão deitados para o lixo”, sublinhou.
Já a Ministra da Saúde, Odete Maria Freitas Belo, disse que se notou, em maio, um aumento significativo do número de pessoas vacinadas, porque os membros do Governo participaram ativamente nos locais de vacinação.
“Decidimos já um plano que será apresentado em Conselho de Ministros para permitir a participação direta dos membros do Executivo na campanha de vacinação contra a covid-19 no país, pois a sua presença motiva a população a tomar a vacina”, referiu.
Odete Belo lembrou também que as pessoas com a vacinação completa podem estar infetadas com o vírus, mas o seu estado de saúde não se deteriorará. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.