Governo toma medidas para realojar vítimas das cheias

by -149 views
Fidélis Leite Magalhães

DÍLI (Timor Post) – O Governo decidiu, na passada sexta-feira (24/09), avançar com um plano que prevê a construção de habitações para realojar a comunidade afetada pelas cheias que ocorreram a 4 de abril deste ano.

“Hoje, o Governo decidiu adotar um plano de urgência para realojar todas as vítimas das últimas cheias. Vamos construir para garantir o realojamento das vítimas que não têm atualmente residência”, informou o Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Leite Magalhães, na passada sexta-feira (24/09), após a reunião extraordinária do Conselho de Ministros.

Segundo o governante, o Executivo tomou medidas que visam realojar as vítimas de forma a responder às suas preocupações.

Fidélis lembrou, de acordo com os dados da Secretaria de Estado da Proteção Civil (SEPC), que 15.876 pessoas ficaram alojadas em 57 centros de acolhimento na cidade de Díli. Mais de 15 mil já regressaram às suas residências. Atualmente permanecem mais de 700 pessoas nos seis centros que estão no ativo, sendo que 137 são chefes de família.

Recorde-se que o Secretário de Estado da Proteção Civil, Joaquim José Gusmão dos Reis, tinha avançado com uma alternativa que passa por as vítimas ficarem provisoriamente em casas alugadas.

“Trata-se de uma medida provisória. O Decreto-Lei n.º 7/2021 aprovado recentemente propõe como solução temporária o alojmento das vítimas em casa alugada”, afirmou o governante.

Segundo Joaquim Gusmão dos Reis, além do alojamento, a SEPC continua a efetuar mediação junto da comunidade que estão alojados nos centros de acolhimento. Salientou, por outro lado, que, se manifestarem o desejo de regressar aos seus locais de origem, a equipa de proteção civil irá coordenar-se com o Ministério da Administração Estatal.

O secretário de Estado informou que atualmente os centros de acolhimento que estão no ativo são o Centro Dom Bosco de Comoro, Rate-Ain de Manleuana, Campo de Manleuana, Restaurante de Metiaut e o centro de Hera. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.