Governo sem intenção de adiar eleições presidenciais

by -114 views
Fidélis Leite Magalhães

DÍLI (Timor Post) – O Governo não quer com a renovação do estado de emergência e a imposição do confinamento obrigatório adiar as eleições presidenciais, disse o Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Leite Magalhães.

O governante fez, por isso, um apelo à oposição que “pare com declarações políticas para ganhar a confiança eleitoral do povo, uma vez que a sua vida está, nesta situação pandémica, em risco”.

“A meu ver, podemos lançar comentários políticos noutras circunstâncias, mas não nesta crise sanitária, dado que dezenas de timorenses já perderam a vida, milhares estão infetados e os recursos de saúde são muito limitados. Não há aqui ética política”, afirmou Fidélis Magalhães, na passada quinta-feira (26/08), em resposta às declarações do Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), no Parlamento Nacional.

É de lembrar que a bancada do CNRT se mostrou apreensiva com as declarações do Presidente do Parlamento Nacional, Aniceto Guterres, sobre o adiamento das eleições presidenciais de 2022.

“As declarações de Aniceto Guterres mostram claramente que já recebeu uma orientação do seu superior partidário para adiar as eleições presidenciais, o que é grave. Trata-se de uma grande ameaça para o nosso país, que ainda é jovem. O CNRT condena, por isso, essa má intenção”, referiu a deputada do CNRT, Bendita Magno, no seu discurso relativo à extensão do estado de emergência, na sessão plenária.

Em resposta à preocupação do CNRT, Aniceto Guterres Lopes disse que não se deve “atirar a pedra e esconder a mão”.

“Exijo que sejam honestos perante o povo e a nação”, apelou. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.