Governo não deve pôr entraves a vida do povo

by -111 views
Reitor do Seminário Menor da Nossa Senhora de Fátima (SENOFA) de Balide, Padre Ângelo Salsinha. Foto Especial

DÍLI (Timor Post) – O Reitor do Seminário Menor da Nossa Senhora de Fátima (SENOFA) de Balide, Padre Ângelo Salsinha, pediu ao Governo que estenda o confinamento obrigatório, mas sem pôr em causa a vida da população em geral.

O sacerdote católico afirmou que o Executivo pode impor as normas sanitárias do confinamento obrigatório e cerca sanitária, sem que condicione o dia-a-dia da população.

“Vemos que muitos são desempregados, pelo que passam fome”, disse o Padre Ângelo Salsinha ao Timor Post, segunda-feira (06/09), via telefone,

Segundo o sacerdote, a população aceita as medidas políticas do atual Governo sempre que corresponderem às suas expectativas. Defende, por outro lado, um maior equilíbrio entre as regras impostas pelo confinamento obrigatório para não sobrecarregarem a população com mais medidas de restrições.

Afirmou ainda que a decisão do Governo não deve restringir o direito à vida e ao trabalho da população em geral.

“O Governo decidiu limitar a liberdade do povo. Ao contrário, os líderes podem circular livremente. Isto mostra a inconsistência dos líderes, motivando maior preocupação por parte do povo”, adiantou.

O Padre pediu, por fim, às entidades relevantes que se reúnam para juntos discutirem a forma como lidar com a questão em causa. (61l)

No More Posts Available.

No more pages to load.