Governo deve investir no setor agrícola

by -122 views
Ex-Presidente da República José Ramos Horta

Díli (Timor Post) – O ex-Presidente da República José Ramos Horta sugere ao Governo que aposte já no desenvolvimento do setor agrícola, criando uma política virada para a comercialização de forma a assegurar o transporte de produtos locais em todo o território.

“Esta questão é de extrema importância. Não necessitamos de estudos para a concretizar. Temos agora de ver como poderemos prestar apoio aos nossos pequenos agricultores rurais para lhes garantir o transporte seguro dos seus produtos entre municípios e a capital”, defendeu Ramos Horta, aquando da sua apresentação num seminário, realizado no âmbito da comemoração do 46.º Aniversário da Proclamação Unilateral da Independência da RDTL, esta quinta-feira (25/11), na UNTL, em Caicoli.

O diplomata destaca ainda a relevância de o Governo comprar os produtos dos agricultores para serem depois distribuídos pelas unidades de saúde e orfanatos.

“A maioria dos produtos concentra-se em Díli, o que pode provocar um excesso de produtos no mercado da capital, sem compradores suficientes. Se assim for, o Governo deve intervir, adquirindo os artigos e, caso os queira deitar fora, não faz mal. O mais importante é que sejam comprados aos agricultores. Há muitos países que adotam esta medida, como o caso da França”, disse.

Defende, no entanto, que, em Timor-Leste, “não se deve aplicar esta política, pois os alimentos poderão ser doados aos hospitais e orfanatos”.

“O Executivo deve garantir a compra dos produtos locais. Caso contrário, os legumes serão desperdiçados e deitados ao lixo”, referiu.

Questionado sobre os juros altos de empréstimos aplicados pela banca no país, Ramos Horta disse que os bancos “deveriam constituir um instrumento de apoio aos investidores locais para não os crucificarem com juros altos”. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.