Governo ainda só executou 55% do Fundo Covid-19

by -70 views

DÍLI- A Vice-Coordenadora do Secretariado Técnico do Fundo Covid-19, Regina de Sousa, revelou, esta quinta-feira (10/09), que o Governo executou até à data 55% do orçamento do Fundo Covid-19, cujo valor ascende aos 150 milhões de dólares americanos.

“Os ministérios implementadores executaram 55% do Fundo Covid-19, tendo já sido realizados alguns pagamentos”, afirmou Regina de Sousa, à margem da reunião do Conselho do Fundo Covid-19, em Aitarak-Laran, em Díli.

A responsável recordou que os cerca de 82,5 milhões já executados têm como base, entre outros, o pagamento do apoio monetário aos agregados familiares no valor de 200 dólares americanos e do subsídio extraordinário de 60% do salário aos trabalhadores.

Recorde-se que, como revelou o Ministro das Finanças, Fernando Hanjam, em resposta às preocupações dos deputados no Parlamento Nacional, há cerca de um mês, a execução do Fundo Covid-19 se situava-se nos 54%, tendo sido apenas executado, desde 11 de agosto, mais 1%.

Segundo Hanjam, o Governo efetuou uma avaliação junto dos ministérios relevantes para que fossem realizadas poupanças em atividades, podendo, como tal, o orçamento ser usado em outras questões prioritárias e urgentes, sobretudo na área da saúde.

“Tentámos fazer uma poupança neste orçamento. Conseguimos poupar 30 milhões de dólares americanos”, afirmava Hanjam a 11 de agosto.

Questionado sobre o pagamento do suplemento remuneratório aos funcionários, o ministro explicou que já tinha sido finalizado o seu pagamento à Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) e às Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL).

Conselho Técnico atualiza progressos de execução de Fundo Covid-19 junto de ministérios

O Conselho Técnico do Fundo Covid-19 atualizou também, esta quinta-feira (10/09), os progressos da execução deste fundo junto dos ministérios implementadores.

“Hoje, esta reunião pretende atualizar os progressos da execução do Fundo Covid-19 aos ministérios implementadores e ver também o saldo deste orçamento para acelerar a execução das restantes verbas”, afirmou Regina de Sousa.

A responsável pediu também aos ministérios implementadores que acelerassem a execução do Fundo Covid-19, para que, se alguns não o executarem, o possam alocar para os outros ministérios e instituições que dele necessitam.

“Já alocámos este orçamento para três programas, nomeadamente a Prevenção e Mitigação do Fundo Covid-19, o aumento sustentável da produção e produtividade e acesso a bens alimentares, através do CLN [Centro Logística Nacional]. É preciso acelerar, porque ainda há saldo”, afirmou.

Recorde-se que o Parlamento Nacional autorizou o Governo a efetuar o levantamento de 250 milhões de dólares do Fundo Petrolífero, 100 milhões dos quais se destinaram a reforçar o Tesouro e 150 milhões para o Fundo Covid-19. (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.