Gasoduto em Timor-Leste depende da decisão de petrolíferas

by -55 views

DÍLI – O Presidente do Conselho Diretivo da Autoridade Nacional do Petróleo e Minerais (ANPM), Florentino Ferreira, disse esta segunda-feira (14/12) que cabe às empresas Woodside Energy Ltd e à Timor Gap decidirem o local onde terá lugar a construção do gasoduto previsto para a costa sul do país.

“Temos de aguardar pela decisão final das empresas bem como dos governos de Timor-Leste e da Austrália para então verificarmos as condições em termos legais e fiscais. Resta-nos, pois, esperar pelas decisões das duas empresas, responsáveis pela apresentação do plano de desenvolvimento tanto à ANPM como aos executivos”, disse Florentino Ferreira em declarações aos jornalistas, no Timor Plaza.

O dirigente revelou ainda que ambos os governos procederão à análise detalhada das propostas relacionadas com o local da construção do gasoduto.

“O Governo australiana tem revelado uma postura exemplar quanto à negociação da fronteira marítima”, elogiou.

Florentino Ferreira acrescentou, por último, que a ANPM é uma defensora acérrima de que o gasoduto venha para Timor-Leste, na medida em que, segundo o dirigente, a autoridade é a responsável pelo controlo e supervisionamento do regime especial do campo do Greater Sunrise. (jho)

No More Posts Available.

No more pages to load.