Foram alocadas verbas à PNTL, mas mantêm-se problemas

by -123 views
Foto Especial

DÍLI (Timor Post) – O Diretor da Associação HAK, Sisto dos Santos, questiona o facto de a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) ter recebido verbas significativas do Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2021, sem, no entanto, conseguir dar respostas às principais lacunas na instituição.
“Para onde foram as verbas do Orçamento Geral do Estado?”, questionou.
A questão levantada surge na sequência das declarações proferidas pelo Comandante de Trânsito e da Segurança Rodoviária de Díli, o Inspetor Domingos Sarmento Gama, de que a sua unidade se debate com a falta de viaturas.
Domingos Gama adiantou ainda que a Unidade de Trânsito de Díli dispõe, neste momento, de apenas quatro viaturas para assegurar as operações, sendo que as mesmas foram adquiridas em 2007, pelo que se encontram em mau estado de conservação.
O mesmo se sucede com 30 motorizadas que estão, atualmente, na posse da entidade.
De acordo com a HAK, a PNTL debate-se igualmente com a escassez de equipamentos variados.
Para Sisto dos Santos, a situação é inadmissível, já que foram alocados para a instituição mais de 34 milhões de dólares americanos, o equivalente a 3,4 por cento do OGE de 2021.
O diretor da HAK pede intervenção rápida por parte da Comissão Anti-Corrupção (CAC) no sentido de apurar qual o destino foi dado às verbas. (dor)

No More Posts Available.

No more pages to load.