FONGTIL pede a MS ações de sensibilização junto dos pais para reduzir má nutrição

by -57 views

DÍLI – O Diretor-Executivo do Fórum das Organizações Não Governamentais de Timor-Leste (FONGTIL), Daniel do Carmo, pediu ao Ministério da Saúde (MS) que efetuasse ações de sensibilização de informação junto dos pais, como a confeção de alimentos nutritivos para os seus filhos, a fim de contribuir para a redução da má nutrição em solo timorense.

O pedido foi feito na sequência da divulgação, na passada terça-feira (16/02), dos dados preliminares da Pesquisa sobre Nutrição de 2020 por parte do Departamento de Nutrição do MS, segundo os quais os valores de desnutrição são elevados nas áreas rurais, nomeadamente nos municípios de Bobonaro, Ermera e no enclave de Oé-Cusse.

No entender de Daniel do Carmo, “a má nutrição é um problema de todos”, pelo que a sociedade civil e o Gabinete de Apoio à Sociedade Civil delinearam um plano para apoiar o Governo na erradicação da fome no país.

“A taxa de pobreza em Timor-Leste é de 41%, o que significa que cerca de metade da população timorense é malnutrida e o que torna o país no segundo pior classificado do mundo, de acordo com o Índice Global da Fome de 2020”, lembrou.

“Alguns fatores que contribuem para a insegurança alimentar crónica no país são a baixa produtividade agrícola e a alimentação desequilibrada”, acrescentou.

Fez, por isso, um apelo aos ministérios relevantes e aos parceiros de desenvolvimento que interviessem a fim de pôr termo à dita questão. (61L)

No More Posts Available.

No more pages to load.