FM contra disparos sobre cidadãos que atravessam ilegalmente a fronteira

by -87 views

DÍLI – O Diretor da Fundação Mahein (FM), João Almeida, disse que não é necessário a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) e as Falintil- das Forças Defesa de Timor-Leste (F-FDTL) dispararem sobre as pessoas que atravessam ilegalmente a fronteira.

“Não é necessário criminalizar os cidadãos que atravessam ilegalmente a fronteira, porque são timorenses”, disse João Almeida aos jornalistas, esta quinta-feira (28/01), no seu local de trabalho.

O responsável afirmou ainda que, de acordo com a Constituição, os timorenses no estrangeiro têm direito a proteção.

“A única solução para os timorenses que residem na Indonésia é entrar de forma ilegal. Sentem-se abandonados pelo Estado, que não toma as devidas medidas para os proteger”, defendeu.

“Um deputado declarou que, com o estado de emergência, os elementos das forças de segurança têm de disparar sobre as pessoas que entram de forma ilegal. Acho que aplicar esta medida não é tão fácil como falar”, acrescentou.

O diretor disse, por último, que a PNTL e F-FDTL têm as suas próprias regras e que não podem disparar em qualquer circunstância. (jmy)

No More Posts Available.

No more pages to load.