Fidélis: Dois funcionários infetados representam risco para membros do Governo

by -64 views

DÍLI – O Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Manuel Leite Magalhães, disse que estão atualmente infetados com a covid-19 dois funcionários públicos, facto que   constitui um  risco acrescido para outros funcionários, incluindo os membros do Governo.

“Os infetados não mantiveram nenhum distanciamento uns com os outros, o que pode ter causado um contágio aos restantes membros do Governo, pois participaram em conjunto em diversas reuniões”, disse Fidélis, aos jornalistas, esta segunda-feira (08/03), após a reunião do Conselho de Ministros (CM), no edifício do Ministério das Finanças (MF), antes de os governantes serem sujeitos ao teste em massa, incluindo o Primeiro-Ministro (PM), Taur Matan Ruak.

O governante lembrou ainda a importância de os elementos afetos ao Governo tomarem conhecimento do seu resultado relativo ao teste covid-19.

“Depois do teste, regressaremos, cada um a sua casa à espera do resultado. Esta situação constitui também um grande risco para os governantes, pois não houve distanciamento entre estes, os funcionários dos gabinetes e os atuais infetados”, referiu.

Recorde-se que o Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) divulgou, no passado domingo (07/03), a informação de que os resultados do teste de despistagem aplicados ao Diretor-Geral do Ministério dos Transportes e Comunicações (DG-MTC) e a um funcionário da Secretaria de Estado para a Formação Profissional e Emprego (SEFOPE) deram positivo.

Segundo a observação do jornalista do diário Timor Post, o Ministro dos Transportes e  Comunicações, José Agustinho da Silva, não participou na reunião do CM por estar em autoquarentena após ter efetuado o teste. O governante teve encontros  diários com o diretor-geral já infetado. (jmy)

No More Posts Available.

No more pages to load.