FDCH atribuiu já 249 bolsas a timorenses na área do petróleo

by -73 views

Díli- A Diretora-Executiva do Fundo de Desenvolvimento do Capital Humano (FDCH), Leila Cárceres dos Santos, disse que entre as 5.254 bolsas atribuídas pelo Governo, 249 foram concedidas as jovens timorenses no setor petrolífero, em diferentes cursos – a licenciatura, mestrado e doutoramento.

“As principais áreas a serem estudadas são, entre outras, a Engenharia Ambiental e Mineral, Engenharia Química, Engenharia de Minas e Extração”, disse a diretora, na passada sexta-feira (24/07), aos jornalistas do Timor Post, na Universidade da Paz (UNPAZ), em Manleuana, Díli.

A diretora acrescentou que o número de recursos humanos necessário para a área petrolífera depende da identificação das necessidades levadas a cabo pelos ministérios relevantes.

“Compete somente ao FDCH fornecer os dados acerca dos recursos específicos. Cabe então a cada ministério proceder à identificação dos seus recursos humanos conforme a dimensão do seu projeto”, afirmou.

Leila referiu ainda que o investimento por parte do FDCH assenta nos quatro pilares do Plano Estratégico do Desenvolvimento Nacional (PEDN) – o desenvolvimento económico, infraestruturas, capital social e quadro institucional.

“Atribuímos bolsas a 482 pessoas na área das infraestruturas, tais como o desenvolvimento de telecomunicações, aeroportos, água, estradas, pontes e eletricidade. Investimos, de igual modo, na área de pilotagem de aeronaves. Alguns bolseiros já concluíram os seus estudos, enquanto outros estão prestes a fazê-lo”, frisou.

A responsável afirmou ainda que, no que toca à área da aviação, o FDCH investiu igualmente em 67 bolseiros, que estão, atualmente, a frequentar cursos variados, como o Controlo de Tráfego, Engenharia de Aeroportos, Engenharia Aeronáutica, pilotos de helicóptero, comerciais e de navegação marítima, técnicos de manutenção de aeronaves e tecnologia eletrónica de aviação. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.