Faltam recursos humanos e equipamentos no HNGV

by -35 views

Díli- O Presidente Junta Médica Nacional, Marcelino Correia, disse que ainda faltam equipamentos e recursos humanos, nomeadamente cardiologistas e oncologistas, no Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV).

Os doentes que sofrem de problemas ligados a estas especialidades têm de ser transferidos para o estrangeiro para tratamento ou cirurgia.

“Os pacientes são enviados para hospitais no estrangeiro que tenham acordo com o Governo de Timor-Leste, como a Indonésia, Malásia e Singapura. Temos enviado doentes cardíacos, oncológicos ou com tumores na cabeça, porque os nossos recursos humanos e equipamentos não são adequados”, afirmou aos jornalistas, na quinta-feira (0/02), no local de trabalho, no HNGV.

Marcelino Correia insistiu na necessidade de a unidade hospitalar investir fortemente nestas duas áreas.

“O hospital precisa de investir nos recursos humanos e equipamentos. Enviamos os pacientes para o estrangeiro por faltarem recursos humanos e equipamentos. Já sugerimos ao Ministério da Saúde que invista em especialistas, cardiologistas e oncologistas. Estes pacientes são em grande número e temos gasto também muito”, disse.

Segundo o responsável, no próximo ano, será ainda construído um novo centro hospitalar para que estes doentes possam ter assistência médica.

“Poderemos atingir a meta de reduzir os gastos orçamentais na transferência de pacientes para o estrangeiro. Os gastos com estes doentes são elevados”, concluiu. (jry)