Falta de professores obriga EBF Taur Matan Ruak a receber menos alunos

by -29 views
Imajen ne'e kopia husi Google

DÍLI- O Coordenador da Escola Básica Filial (EBF) Taur Matan Ruak, Álvaro de Deus, mostrou-se, no passado sábado (15/02), preocupado com a falta de professores neste estabelecimento de ensino, o que afeta as atividades escolares e obrigou a escola a receber menos alunos neste ano letivo.

“Este ano, recebemos apenas 40 novos alunos devido à falta de professores, porque já temos, no total, 362 estudantes e só dez docentes. Isto afeta a aprendizagem”, disse o coordenador à jornalista do Timor Post.

Álvaro de Deus lembrou que esta EBF tinha antes 12 professores, mas dois deles mudaram-se para outros estabelecimentos escolares por causa da distância entre a residência e a escola.

“Nos meus planos, cada turma devia possuir apenas 30 alunos, mas temos poucos professores. Somos obrigados a fazer turmas com cerca de 50 alunos”, afirmou.

Outro problema, segundo o coordenador, é a falta de cadernetas, o que leva a escola a recorrer às antigas já facultadas pelo Ministério da Educação, Juventude e Desporto.

“A esmagadora maioria das escolas em Timor usa outros documentos para registar as classificações dos seus alunos. Nós utilizamos as antigas cadernetas”, acrescentou.

O professor aguarda agora que o ministério distribua ainda este mês as cadernetas nas escolas dos 12 municípios e na Região Administrativa Especial de Oé-Cusse (RAEOA). (isa)