Equipa de Gestão de Mercado usou força excessiva em fiscalização

by -109 views
Foto Especial

DÍLI (Timor Post) – Uma equipa de gestão de mercado do Município de Díli juntamente com a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) usou a força de forma excessiva contra vendedores ambulantes que se encontravam na berma da estrada em Campung Baru, Comoro, a exercerem a sua atividade comercial, dizem estes comerciantes.

A vendedora ambulante Helena Soares acusa a equipa de ter usado a força de forma excessiva e desproporcional na sequência da apreensão dos bens, uma conduta que qualificou de  imprópria e ofensiva.

“Vários elementos da equipa desceram do carro e ameaçaram-nos com gritos, tendo alguns pontapeado vendedores, ordenando que saíssemos de imediato do local. Durante a confusão, foi detido um casal, que foi alvo de agressões. É inqualificável o comportamento da equipa”, disse Helena Soares aos jornalistas, na passada sexta-feira (07/01), em Campung Baru, Comoro.

A vendedora questionou a intervenção dos agentes, já que nenhum dos vendedores que se encontrava no local usou a força ou fez qualquer comentário mais ríspido.

“Estamos tristes com a atitude do pessoal da PNTL. Um deles arrastou uma nossa amiga e agrediu-a com o auxílio do capacete. Foi um comportamento desumano”, referiu.

Segundo a vendedora, os bens apreendidos pela equipa de gestão e polícia significaram uma perda aproximadamente  de 50 dólares americanos.

“A equipa recolheu todas as hortaliças à venda. Não estamos preocupados com os vegetais aprendidos, mas sim com a atuação desumana por parte da equipa”,  questionou.

Segundo a observação do Timor Post, a equipa do Serviço de Gestão de Mercado e a PNTL apreenderam igualmente produtos vendidos em outros locais. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.