Embaixador sul-coreano pede a Governo timorense investimento na educação

by -68 views

DÍLI- O Embaixador sul-coreano em Timor-Leste (TL), Lee Chin Bum, pediu ao Governo timorense um maior investimento na educação por considerar que este setor é a chave do desenvolvimento do país.

Para Lee Chin Bum, um país não se pode desenvolver sem que sejam promovidas as competências dos cidadãos, nomeadamente em Matemática e Ciências.

“Timor-Leste deve investir significativamente na área de educação. Caso contrário, não poderá sair da situação atual”, disse o embaixador, esta sexta-feira (02/10), aos jornalistas, no âmbito da sua participação como orador de um seminário realizado pela Universidade de Díli (UNDIL), em Mascarenhas, Díli.

O diplomata recorda que o mundo vive atualmente uma era tecnológica, que permite aos cidadãos aprender através da internet, frisando que esta seria uma possibilidade para melhorar a educação em Timor-Leste.

“Agora, nesta situação pandémica da Covid-19, muitos alunos não vão às escolas, aprendendo apenas em casa. O único meio para a aprendizagem é o uso de computadores e internet”, recordou.

Isabel da Costa Ferreira, fundadora da Quesadhip Ruak, sublinhou, por sua vez, a importância deste seminário para os timorenses, em especial os jovens.

Recordando o tema escolhido pelo Embaixador Lee Chin Bum para este seminário sobre o “Milagre da Coreia adaptado a Timor-Leste”, a esposa do atual Primeiro-Ministro defendeu também a necessidade de uma educação de qualidade.

“Vimos que a verdadeira chave desta experiência foi a mudança de mentalidade e um profundo investimento na área da educação. Além das infraestruturas, é necessária qualidade dos professores. Acho que Timor-Leste pode preencher estes requisitos, mas tudo depende da nossa boa vontade”, disse Isabel Ferreira.

Já Juliana Imaculada Marques Abílio, uma estudante da UNDIL, destacou o papel dos jovens para o desenvolvimento de Timor-Leste.

“O embaixador sul-coreano disse que a juventude tem o poder de fazer mudanças no país, através da educação e da ciência”, recordou Juliana, apelando ainda ao Executivo a um maior investimento no setor de educação. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.