EDTL contrata seis companhias para projetos de instalação de rede elétrica

by -218 views
Paulo da Silva

DÍLI (Timor Post) – O presidente da Eletricidade de Timor-Leste, Empresa Pública (EDTL, E.P.), Paulo da Silva, disse que a empresa contratou seis companhias para avançar com os projetos de instalação da rede elétrica em todo o território.

As companhias agora contratadas são a Mota Loes Unipessoal, Lda. in Jv with Rarilvos Unipessoal, Lda., Damenia Unipessoal, Lda., Aitemalau Unipessoal, Lda. in Jv with Delta Mola Unipessoal, Lda., Helamula Unipessoal, Lda., Uaitau Unipessoal, Lda. in Jv with New Town Unipessoal, Lda. e Ryzena Oulale Unipessoal, Lda.

“Assinámos hoje o contrato com três companhias, enquanto as restantes ficarão para amanhã.. Espero que possamos concluir muito em breve”, disse o presidente, na passada sexta-feira (15/10), aos jornalistas, à margem da cerimónia de assinatura do contrato, no seu local de trabalho, em Caicoli, Díli.

Segundo Paulo da Silva, uma das companhias que celebrou já o contrato com a EDTL, E.P. é a Mota Loes Unipessoal, Lda em parceria com a Rarilvos Unipessoal, Lda.. O seu trabalho incidirá numa área que compreende as aldeias de Hae Lesu e Nunudi em Atabae do Município de Bobonaro, cujo montante está fixado em 355.364,82 dólares americanos.

A segunda empresa trata-se da Uaitau Unipessoal, Lda., em parceria com a New Town Unipessoal, Lda., que está incumbida de proceder à instalação da rede elétrica, quer na aldeia de Samarogo quer no suco de Waibobo-Tuan, no Município de Viqueque. A intervenção está orçada em cerca de 217 mil dólares americanos.

A terceira diz respeito à companhia Ryzena Oulale Unipessoal, Lda., responsável por instalar a rede de energia elétrica entre Tasi-Fatin e Fatumakerek, no Posto Administrativo de Soibada, Município de Manatuto.  A obra está orçada em 510.624 dólares americanos.

“A duração prevista para os projetos de instalação da rede elétrica vai oscilar entre os três e os cinco meses. Esperamos, pois, que o trabalho esteja concluído em dezembro próximo. Toda a obra estará sob a supervisão da EDTL. O seu serviço incidirá sobre a fixação de postes de rede elétrica de média e baixa tensão além da sua  instalação nas habitações da comunidade. A assinatura prevê certos requisitos que deverão ser cumpridos pelas companhias até a conclusão da obra”, afirmou o presidente da EDTL, E.P.

Já a gerente da Mota Loes Unipessoal, Lda em parceria com a Rarilvos Unipessoal, Lda., Regina Tavares Soares, disse comprometer-se a concluir a obra tal como está previsto no contrato.

“Assinámos já um contrato com a duração de cinco meses. Garanto que finalizaremos o projeto conforme os termos previstos. Iniciaremos o nosso trabalho na próxima segunda-feira, no local traçado pelo Município de Bobonaro”, refere Regina Soares. (mj7)

No More Posts Available.

No more pages to load.