Dois cidadãos dizem-se abandonados após cumprimento de quarentena

by -72 views

Timor Post (17/03/2021) – Dois cidadãos de Covalima que acabaram de cumprir a quarentena no hotel Novo Horizonte, em Díli, consideram que o Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) os abandonou, alegando falta de meios para os fazer regressar aos seus lares.

Os cidadãos foram, a 2 de março, detidos no Posto Administrativo de Natarbora, em Manatuto, por terem alegadamente saído de Covalima, região que estava na altura sob cerca sanitária.

“Estamos aqui há duas semanas. Fizemos já os dois testes à covid-19 e os resultados deram negativo. Recebemos também uma carta do médico a declarar que estamos livres da covid-19. Contudo, o CIGC ainda não fez nada para nos tirar daqui e nos levar para o nosso município”, disse Domingos Pereira ao Timor Post, esta quarta-feira (17/03), em Metiaut.

Os dois homens lembram também que não têm laços familiares em Díli.

“Não temos família aqui. Para onde é que podemos ir para nos abrigar? A PNTL levou-nos, ontem, para a Esquadra de Polícia de Becora, mas, por não termos familiares em Díli, trouxeram-nos de volta para o hotel. Como é sabido, Díli está em cerca sanitária, pelo que não podemos sair sem a ajuda do CIGC”, contou.

Pediu, como tal, ao Governo e CIGC que tomassem medidas para que os levassem para os seus lares.

“Mantemo-nos aqui, embora tenhamos de sair, pois não temos família em Díli. Temos, então, de ir para Covalima, mas, até à data, o CIGC ainda não nos entregou uma carta de autorização para sairmos de Díli”, lamentou.

Recorde-se que cinco doentes recuperados de covid-19 e duas pessoas que cumpriram confinamento obrigatório regressaram, esta quarta-feira (17/03), ao município de Covalima.

Segundo o Brigadeiro-General João Miranda ‘Aluc Descartes do Centro Integrado de Gestão de Crise -Sala de Situação, foram providenciados todos os meios necessários para que as pessoas em causa pudessem regressar aos seus lares em Covalima.  (jmy)

No More Posts Available.

No more pages to load.