Dois batalhões da Polícia Militar frequentam segunda etapa de formação sobre controlo de manifestações

by -33 views

Díli- Sessenta e seis membros, oriundos de dois batalhões da Unidade da Polícia Militar (UPM) das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), continuam, a partir desta quarta-feira (20/20), a segunda etapa da formação sobre controlo de manifestações. O curso é promovido pelo Batalhão de Polícia do Exército Brasileiro (BPEB).

As informações foram dadas aos jornalistas pelo Comandante da UPM das F-FDTL, o Major de Infantaria Abel da Costa Xavier ‘Niki’, no seu local de trabalho, em Mascarenhas.

O comandante avançou também que a formação foi concretizada com base na Diretiva Conjunta do Chefe de Estado-Maior das F-FDTL e Comando-Geral da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) n.º 01/2020 sobre a preparação das forças de segurança durante o período do impasse político que o país atravessa, garantindo, deste modo, a segurança nacional. Segundo o comandante, o curso visa permitir que os formandos estejam preparados para intervir e prevenir possíveis distúrbios em manifestações.

“A UPM está pronta a colaborar com a PNTL para intervir em qualquer distúrbio no país”, garantiu.

O comandante explicou também que os militares aprendem várias táticas físicas para a intervenção e prevenção de tumultos em manifestações. Advertiu, no entanto, que o teor desta formação não se pode divulgar, pois trata-se de um “segredo militar”.

“A formação arrancou no ano passado. É uma ação de extrema importância. Continuamos, por isso, neste ano a segunda etapa”, defendeu.

Já Rafael Xavier Gonçalves, Capitão do BPEB, recordou que o apoio concedido à UPM se deveu a um acordo de 2005 entre os dois Governos que visa melhorar a capacidade de intervenção da UMP timorense no terreno, nomeadamente no que diz respeito ao controlo de tráfico e operações contra distúrbios.

“Continuaremos a trabalhar com a UPM timorense, pois o Brasil é amigo deste país”, afirmou. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.