Dois barcos da Componente Naval avariados há mais de três anos no Porto de Hera

by -120 views

Díli – O Comandante da Componente Naval, o Capitão-de-Fragata João da Silva, disse, na quinta-feira (23/07), que dois barcos desta componente das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), adquiridos à China, se encontram atualmente atracados no Porto de Hera há cerca de quatro anos por estarem avariados, não sendo reparados devido à falta de orçamento.

“Há cerca de quatro anos que não efetuamos operações marítimas junto à costa sul por causa de os navios não serem reparados. O Governo não os reparou e abandonou-os até ficarem inutilizados”, disse o capitão João da Silva, em declarações aos jornalistas, à margem do encerramento do exercício do Organismo para a Formação do Sudeste Asiático (SEACAT, em inglês) promovido, durante três dias, pelas forças armadas dos Estados Unidos da América.

João da Silva mostrou-se esperançado de que o Executivo possa em breve proceder à reparação, garantindo, desta forma, a segurança das operações em águas territoriais de Timor-Leste.

O capitão referiu, de igual modo, as dificuldades que a componente tem enfrentado.

“A nossa maior dificuldade é a falta de embarcações. Caso haja pescas ilegais ou afogamentos, não podemos intervir”, lamentou, acrescentando que o Executivo deveria ter efetuado uma reparação dos barcos por fases.

O capitão disse ainda que, além dos barcos avariados, o Porto de Hera está quase a cair.

“O Governo gastou milhões e milhões de dólares para a aquisição de barcos, mas não pensou na manutenção nem nas condições para atracagem. Não está preocupado com os problemas. Deixa tudo abandonado”, queixou-se. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.