Doentes recusam transferência para HNGV por receio do teste à covid-19

by -144 views

DÍLI (Timor Post) – O Diretor da Clínica do Bairro Pité (CBP), Inácio dos Santos, disse que inúmeros pacientes em estado grave internados na unidade de saúde rejeitaram ser transferidos para o Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) por recearem o teste à covid-19.

“Recebemos inúmeros pacientes com um quadro clínico muito grave que deveriam ser transferidos para o HNGV por não possuirmos os meios suficientes para prestar assistência médica. Contudo, a maioria rejeitou ser transferido para o hospital nacional por recearem fazer o teste à covid-19”, disse Inácio dos Santos, esta quarta-feira (08/09), ao diário Timor Post, no seu local de trabalho, no Bairro Pité, Díli.

O diretor referiu ainda que deram entrada na clínica, em agosto, um número reduzido de doentes devido à proibição de circulação de transportes públicos na capital durante a implementação do confinamento obrigatório.

O dirigente adiantou ainda que a equipa médica da CBP sensibilizou os pacientes sobre a importância da realização do teste à covid-19 para evitar a transmissão da doença.

“Sempre que os médicos identifiquem doentes com sintomas da covid-19, é realizado o teste de rastreio antes de os transferirmos para o HNGV. Agradecemos, por isso, ao Governo timorense a adoção de medidas mais adequadas para suster a propagação do vírus em Timor-Leste”, referiu.

O diretor lembrou também que a CBP detetou, entre janeiro e agosto, 12 profissionais de saúde e mais de uma dezena de pacientes infetados com a covid-19.

O responsável acrescentou que a clínica enstá sempre em contacto com o Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) sempre que um doente necessite de ser transportado até ao centro de isolamento.

O jornalista do Timor Post quis, entretanto, entrevistar um dos doentes, mas acabaria por declinar o convite, justificando que estava no momento a receber tratamento médico. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.