Doenças mais prevalentes no Posto de Saúde de Kampung Alor causadas por falta de água e saneamento

by -112 views

DÍLI – O Posto de Saúde do suco de Kampung Alor registou, nos últimos oito meses, uma prevalência de infeções respiratórias, diarreias e problemas de pele, causados, segundo a responsável desta unidade de saúde, Margaretha Motu Bere, pela falta de água e saneamento básico.

“Registámos, no Posto de Saúde do suco de Kampung Alor, durante os últimos oito meses, 121 casos de infeções respiratórias, 36 de diarreia e 16 de problemas de pele”, afirmou, esta quinta-feira (24/09), Margaretha, em Kampung Alor, Díli.

A dirigente destacou as dificuldades por que passam os utentes desta unidade de saúde devido à falta de água, que leva à formação de pó e problemas com a higiene.

“Aqui, no suco de Kampung Alor, temos o problema da falta de água, o que provoca um aumento de doenças das vias respiratórias e de diarreia. A falta de água afeta automaticamente a saúde, por dificuldades em tomar banho, em lavar as mãos quando cozinham e por defecarem ao ar livre. Tudo isto provoca um ambiente sem higiene”, disse, recordando que a ausência de canalização e saneamento básico é origem de muitos problemas de saúde.

Margaretha Motu Bere afirmou ainda que este posto já não possui água há cerca de duas semanas e, por isso, o pessoal de saúde é obrigado a levar água de modo a que os seus pacientes possam lavar as mãos antes dos tratamentos.

“Pedimos a todas as pessoas que lavem as mãos com sabonete, mas não há água e, como tal, somos obrigados a transportá-la. Se não a levarmos, quem o fará?”, questionou.

A enfermeira lembrou ainda que a diarreia é um problema grave que pode levar à má nutrição.

Medicamento para infeções em falta

Margaretha Motu Mau mostrou-se igualmente preocupada com a falta de um antibiótico para o tratamento de infeções bacterianas, a Amoxicilina.

“Temos antibióticos, mas a Amoxicilina em xarope já perdeu a validade e pedimos ao Centro de Saúde de Comoro que o restitua, mas ainda não o recebemos devido à falta de stock”, acrescentou.

De acordo com a responsável, o medicamento já fora do prazo de validade será entregue ao Centro de Saúde de Comoro, que o encaminhará para o Serviço Autónomo de Medicamentos e Equipamentos de Saúde (SAMES) para a sua destruição.

Recorde-se que o Posto de Saúde de Kampung Alor serve uma população de cinco aldeias – 01, 02, 03 do suco de Kampung Alor e Laloran e Andivil do Bairro Pité. (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.