Diretores de escolas públicas preocupados com suspensão das atividades letivas

by -146 views

DÍLI – Os diretores das escolas do Ensino Secundário do Município de Díli mostram-se preocupados com a suspensão das atividades letivas durante a implementação da cerca sanitária em Díli.

“Os professores estão tristes com a atual situação, porque esta nova geração prejudicada constitui o futuro da nação. Estamos, pois, apreensivos, quanto ao seu progresso educativo”, disse o Diretor da Escola Secundária Geral 4 de Setembro, Sérgio da Cruz, ao Timor Post, esta quinta-feira (25/03), via telefone.

O dirigente afirmou ainda que, desde o primeiro dia da imposição da cerca sanitária na capital, nenhum professor tem realizado aulas em linha.

“Peço, por isso, aos pais que obriguem os filhos a estudarem as disciplinas lecionadas já na escola durante o primeiro período”, apelou.

O responsável adiantou também que o Ministério da Educação, Juventude e Desporto (MEJD) necessita de elaborar um guia para as escolas poderem acompanhar de forma adequada o Programa Escola em Casa.

Segundo Sérgio da Cruz, apesar da cerca sanitária imposta em Díli, o Governo deverá prestar maior atenção à situação dos alunos, dado que o MEJD não deu nenhuma informação acerca do dito programa aos diretores escolares.

Também o Diretor da Escola Secundária Geral 10 de Dezembro, Domingos Sávio Gusmão, disse que, desde que o Executivo aplicou a cerca sanitária em Díli e suspendeu as aulas presenciais, o MEJD não facultou ainda quaisquer informações relativas ao programa aos responsáveis de estabelecimentos de ensino.

“Há quase um mês que os alunos estão sem aulas. Estamos preocupados, porque estes mesmos alunos não tiveram acesso a conteúdos programáticos suficientes durante o primeiro trimestre”, questionou.

O dirigente afirmou ainda que o Programa Escola em Casa ainda não chegou aos lares de todos os estudantes, dado que grande parte não recebeu qualquer aviso por parte do MEJD. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.