Dezenas de famílias vítimas das últimas cheias vão deixar centros de acolhimento

by -126 views
Guilhermina Filomena Saldanha Ribeiro

Díli (Timor Post)- A Autoridade do Município de Díli (AMD) identificou já 69 famílias vítimas das últimas cheias ocorridas no passado dia 4 de abril que manifestaram o desejo de deixarem os centros de acolhimento, disse a Presidente Guilhermina Filomena Saldanha Ribeiro.

Segundo a Presidente da AMD, do total das famílias abrangidas, 44 desejam regressar aos seus municípios, enquanto os restantes pretendem manter-se em Díli.

“Apurámos que 69 famílias alojados em sete centros de acolhimento estão prontas a abandonarem o local de refúgio”, referiu Guilhermina Ribeiro ao Timor Post, no salão da Comissão Nacional de Eleições (CNE), em Colmera.

Segundo Guilhermina Ribeiro, a autoridade está, neste momento, a coordenar com as linhas ministeriais para proceder à identificação das áreas onde vão ser construídas as casas das vítimas. Garantiu, por isso, que as 65 famílias vão ser realojadas neste mês.

A Presidente da Autoridade afirmou ainda que a AMD está, neste momento, a identificar as aldeias, sucos e municípios das 44 famílias que pretendem deixar a capital.

Quanto às 25 famílias que manifestaram o desejo de continuar a residir em Díli, a dirigente local salientou que cabe à autoridade municipal identificar as localidades onde vão ser edificadas as suas residências.

“Temos de proceder a uma identificação rigorosa em relação às zonas onde as vítimas irão construir as suas casas, tanto nos municípios como em Díli. Assim, não queremos que estes cidadãos sejam vítimas duas vezes”, declarou.

Guilhermina Ribeiro garantiu, por último, que ao finalizar o processo de identificação dos locais, a Secretaria de Estado da Proteção Civil (SEPC) concederá às 65 famílias apoio financeiro e materiais de construção. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.