Dezasseis ambulâncias mobilizadas para transferência de doentes com covid-19

by -135 views

DÍLI (Timor Post)— O Diretor-Executivo do Serviço Nacional de Ambulância e Emergência (SNAEM) do Ministério da Saúde (MS), Horácio Sarmento, revelou que, desde o aparecimento do primeiro caso de covid-19 no país, foram preparadas em todo o território 16 ambulâncias para o transporte dos infetados.

“A maioria dos veículos foi doada pelo Governo japonês. Cada um dos 12 municípios tem uma unidade, enquanto quatro foram mobilizados para Díli. Além das 16 viaturas para o transporte dos infetados com covid-19, temos ainda outras 42 multifunções nos centros de saúde e destinadas ao atendimento de casos urgentes”, disse esta terça-feira (31/08) aos jornalistas, no edifício do MS, em Díli.

Adiantou ainda que em Díli foram mobilizadas duas ambulâncias para o centro de isolamento de Tasi-Tolu, uma para o Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) e outra para os centros de isolamento de Vera Cruz e Lahane.

“Além de ter uma oficina própria, o SNAEM assinou um contrato com o Departamento dos Negócios Estrangeiros e Comércio (DFAT, em inglês) do Governo australiano para a manutenção das ambulâncias”, informou.

O responsável acrescentou que o SNAEM recorre também a um avião ambulância para o transporte de pacientes ou infetados em casos de urgência nos municípios mais distantes – Bobonaro, Covalima e Lautém –  bem como na Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA) e Posto Administrativo de Ataúro.

“Transferimos até 2022 os pacientes das zonas mais distantes da capital com dois aviões fretados do Governo australiano. O custo de cada transferência depende da distância. Custa entre 600 e 700 dólares americanos nos vários municípios, enquanto em Lautém e RAEOA os custos são de 1035 dólares”, concluiu. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.