Departamento de saúde oral do MS sem equipamento dentário

by -49 views

DÍLI – O Departamento de Saúde Oral do Ministério da Saúde (MS)enfrenta atualmente problemas devido à escassez de equipamento dentário.

“O problema que nós temos enfrentado, nos últimos tempos, reside na falta de equipamento médico em matéria de saúde oral, porque o  nosso departamento carece de uma comunicação eficiente com o MS e o Serviço Autónomo de Medicamentos e Equipamentos de Saúde (SAMES)”, afirmou a médica dentista Floriati Rego, em declarações aos jornalistas, na segunda-feira (28/09), em Campo Alor.

Segundo a dentista, o SAMES já efetuou várias revisões relativas aos materiais consumíveis e aos equipamentos que serão futuramente utilizados no Departamento de Saúde Oral.

“Ambas as partes já procederam à revisão para que possam melhorar o atendimento de saúde oral da população”, referiu.

Também o Diretor-Executivo do SAMES, Santana Martins, disse que o serviço já convocou todos os profissionais de medicina dentária, nomeadamente, médicos, enfermeiros e especialistas, que exercem funções nos Serviços de Saúde do Município de Díli e no Hospital Nacional Guido Valadares para cooperarem com o Departamento em causa, visto que considera fundamental a existência de um trabalho integrado.

Santana Martins sublinhou igualmente que, apesar do trabalho integrado, há uma carência em termos de aquisição dos medicamentos para o departamento.

“Já discutimos. O SAMES pretende melhorar a pré-qualificação dos projetos de 2020 e 2021 e comunicar ao Departamento de Saúde Oral para apresentar uma lista das suas necessidades, sobretudo a de fármacos, pois o serviço necessita de uma variedade de medicamentos”, salientou.

De acordo com o responsável, o departamento em causa continua a utilizar os fármacos que constam das listas de 2010 e 2015. Pediu, como tal, ao departamento que fosse atualizada a sua lista, dado que os medicamentos seguem padrões internacionais.

“Será dada uma semana ao departamento para que elabore uma nova lista que comtemple nomes de medicamentos, tratamentos de saúde oral e aquisição de materiais consumíveis de modo a que possa prestar um atendimento urgente e eficaz aos seus pacientes”, acrescentou. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.