CSTL critica Governo por violar direitos dos trabalhadores

by -77 views

Díli – O Presidente da Confederação dos Sindicatos de Trabalhadores de Timor-Leste (CSTL), Almério Vila Nova, acusou o Ministério Coordenador dos Assuntos Económicos (MCAE) de violar os direitos dos trabalhadores por teimar em não fazer subir o salário mínimo.

Almério Vila Nova  lembrou que a CSTL e a Secretaria de Estado para a Formação Profissional e Emprego (SEFOPE) tinham levado a cabo um estudo que prevê a atualização salarial dos trabalhadores e  apresentado ao MCAE para ser discutida em Conselho de Ministros (CM).

O presidente salientou, no entanto, que o ministro acabaria por não apresentar o dito estudo junto do Conselho de Ministros.

“O nosso Governo violou os direitos fundamentais dos trabalhadores, porque na última década a folha salarial dos trabalhadores manteve-se inalterada. O Executivo teima em não aumentar o salário mínimo”, disse Almério Vila Nova ao Timor Post, no sábado (02/04), no seu local de trabalho, em Bemori.

O dirigente culpabilizou ainda o Ministro Coordenador dos Assuntos Económicos pelo facto de ter impedido a realização do esboço da lei por parte do SEFOPE, documento este que prevê a subida dos ordenados dos trabalhadores.

“Foram, desde janeiro, enviadas seis cartas ao gabinete do MCAE para marcar audiência com o ministro, mas não obtivemos, até à data, nenhuma resposta”, lamentou. (kyt)

No More Posts Available.

No more pages to load.