CPN do CNRT decide que Xanana se encontrará com Alkatiri em Tribunal

by -100 views

DÍLI – Será o Presidente do Congresso Nacional de Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), Xanana Gusmão, a encontrar-se com o Secretário-Geral da Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (Fretilin), Mari Alkatiri, na sequência das queixas que este apresentou no Ministério Público.

A decisão saiu da Comissão Política Nacional (CPN) do CNRT deste sábado (23/01) e foi comunicada em conferência de imprensa pelo Vice-Presidente do partido, Virgílio Smith.

“Estamos no partido a aguardar que o Ministério Público chame os membros da CPN e os deputados do CNRT”, afirmou Virgílio Smith, este sábado (23/01), na conferência de imprensa, no Bairro dos Grilos, após um encontro extraordinário que contou com a participação de Xanana Gusmão.

Virgílio Smith pediu ao Ministério Público que compreendesse que a decisão vem da CPN, um órgão coletivo, e que a bancada parlamentar tem implementado a política do partido.

O responsável sublinhou, contudo, que os elementos da CPN e os 21 deputados no Parlamento Nacional (PN) estarão presentes em Tribunal, mas remeter-se-ão ao silêncio, um direito que lhes assiste, de acordo com o artigo 60.º do Código do Processo Penal.

Recorde-se que a CPN do CNRT acusou, em conferência de imprensa, o ex-Primeiro-Ministro, Mari Alkatiri, de estar envolvido num caso de suborno da petrolífera ConocoPhillips.

Em declarações que deu esta semana, o dirigente da Fretilin afirmava que as queixas que apresentou no Ministério Público contra a CPN e a bancada do CNRT não tinham qualquer ligação com Xanana Gusmão, mas disse “não ter medo” de se encontrar com o seu rival político em Tribunal.

“Não me queixo do presidente do CNRT, mas se o irmão Xanana fizer declarações erradas, apresento queixa. Não tenho medo”, referiu.

Jornalista Jaime Pires

No More Posts Available.

No more pages to load.