Construção de portos regionais suspensa

by -36 views

Díli – O Ministro dos Transportes e Comunicações, José Agustinho da Silva, disse que o plano do Governo relativo à construção de portos regionais que liguem o norte ao sul do país está temporariamente suspenso devido à crise sanitária provocada pelo novo coronavírus.

“Temos uma política de construção de novas zonas portuárias que fazem a ligação entre a linha marítima do norte ao sul. Como o país está a enfrentar várias crises, decidimos, por isso, que o plano fica pendente”, afirmou o governante aos jornalistas, na terça-feira (21/04), em Caicoli.

José Agostinho recordou ainda que este plano visa garantir uma melhoria de condições das atividades diárias da população bem como de atracagem de embarcações, nomeadamente do Nakroma II, atualmente em construção na China.

O ministro deu como exemplos de projetos atualmente adiados os portos de Caravela, no Município de Baucau, em Lore, Lautém, e em Beaço, Viqueque.

Segundo o governante, apesar de o Governo e os parceiros de desenvolvimento, como a Agência Japonesa de Cooperação Internacional (JICA, em inglês), terem já realizado um estudo de viabilidade, os projetos têm de ser adiados até que a situação do país regresse à normalidade.

Recorde-se que está prevista, no plano de desenvolvimento estratégico do Governo, a construção, durante dez anos, de vários portos, que permitiriam não só receber mercadorias e passageiros como promover setores como as pescas e o turismo.

No que toca às ligações marítimas, o governante referiu igualmente que o Nakroma I não realiza, neste momento, viagens devido ao estado de emergência.

“O Nakroma I já não realiza operações. Não estão a ser arrecadas receitas para os cofres do Estado, mas foi essa a nossa opção. É uma crise mundial. Devemos aguardar até que tudo volte à normalidade”, concluiu. (jxy)