Comité Diretivo do Spotlight divulgará progressos deste programa na próxima semana

by -51 views

DÍLI- O Comité Diretivo do Programa Iniciativa Spotlight realizou, esta terça-feira (23/06), uma reunião com a Secretária de Estado para a Igualdade e Inclusão e representantes da Organização das Nações Unidas (ONU) e de outras entidades relevantes para discutir a divulgação dos progressos deste programa, que deverá ocorrer na próxima semana.

“Hoje, encontrámo-nos para discutir a Iniciativa Spotlight, um programa que se foca na eliminação da violência contra as mulheres e meninas. Realizámos esta reunião com a Secretária de Estado para a Igualdade e Inclusão e o Diretor-Geral desta secretaria para que possamos preparar um encontro na próxima semana do comité diretivo de modo a informar os cidadãos timorenses sobre os progressos deste programa”, disse o Representante das Nações Unidas em Timor-Leste, Roy Trivedy.

O representante das Nações Unidas recordou que, durante a crise provocada pela covid-19, o comité diretivo trabalhou em parceria com a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) e outras entidades no apoio às vítimas de violência doméstica com base no género através de órgãos de comunicação social.

Também a Secretária de Estado para Igualdade e Inclusão, Maria José da Fonseca Monteiro de Jesus, destacou a importância do Spotlight para o combate à violência doméstica baseada no género.

“O Spotlight foi lançado no dia 05 de março. Este é um programa da Organização das Nações Unidas e da União Europeia, que pretendem ajudar o Governo timorense no combate à violência doméstica em Timor-Leste, sobretudo nos municípios de Viqueque, Ermera e Bobonaro”, lembrou.

Segundo a governante, se não houver uma extensão do estado de emergência, será realizado um encontro da unidade de coordenação para que se possa reiniciar este programa. Acrescentou que a reunião terá a participação de ministérios relevantes, presidentes das autoridades e administradores destes três municípios.

A secretária de Estado referiu ainda os constrangimentos do programa durante o estado de emergência.

“Durante a implementação do estado de emergência, há muitas limitações. A equipa continua a trabalhar, mas sabemos que não temos muitos recursos. Concentramo-nos apenas no apoio ao Governo, através de vários meios, para que o público possa compreender a violência doméstica e a violência com base no género, sobretudo durante o estado de emergência”, acrescentou.

A governante revelou também que o comité apresentará o plano de atividades na próxima semana para que possa ser aprovado.

Recorde-se que o Governo timorense, a União Europeia e a ONU lançaram, no dia 05 de março, o Programa Iniciativa Spotlight, que será implementado nos municípios de Bobonaro, Ermera e Viqueque.

O Spotlight, com um financiamento de 15 milhões de dólares, terá uma duração de três anos e é liderado pela ONU Mulheres, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF, em inglês), Fundo da População das Nações Unidas (UNFPA, em inglês) e Organização Internacional do Trabalho (OIT). (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.