Com pouco mais de 300 mil dólares para 2021, SEPC pede orçamento adicional de cerca de 12 milhões

by -43 views
Joaquim José Gusmäo Reis Martins

DÍLI- A Secretaria de Estado da Proteção Civil (SEPC) pediu, esta segunda-feira (21/09), verbas adicionais de cerca de 12 milhões de dólares americanos na sua proposta de Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2021, inicialmente previsto em mais de 300 mil dólares.

Segundo o Secretário de Estado da Proteção Civil, Joaquim Gusmão dos Reis Martins, este acréscimo orçamental da SEPC deve-se à necessidade de apoiar as vítimas e dotar a Proteção Civil e os Bombeiros de meios, nomeadamente para fazer face a incêndios como o que ocorreu na semana passada, em Bebonuk, Díli.

“Previmos pouco mais de 300 mil dólares americanos na proposta do OGE para 2021 e, por isso, tivemos de pedir um orçamento adicional por volta de 12 milhões para podermos apoiar as vítimas, sobretudo com apoios de emergência”, afirmou Joaquim Gusmão dos Reis Martins, à margem da análise das propostas orçamentais de 2021 de vários ministérios junto do Comité de Revisão Político (CROP), em Aitarak-Laran, Díli.

O governante recordou que o incêndio do armazém em Bebonuk mostrou as debilidades dos Bombeiros e Proteção Civil no combate a fogos, nomeadamente no que toca a recursos materiais.

“Foram precisas 12 horas para dominar o incêndio e recebemos muito apoio de empresas. Precisamos de equipamentos adequados para os bombeiros. Além dos equipamentos, são necessários veículos, necessidades a que é preciso responder, porque, neste momento, se verifica na capital muita construção, nomeadamente de armazéns”, acrescentou.

Joaquim Gusmão Martins lembrou igualmente os investimentos na costa sul, que exigirão mais recursos da proteção civil timorense.

“No próximo ano, a petrolífera Timor Resources começará perfurações no Suai, em Covalima, e não temos equipamentos suficientes para garantir o seu investimento. Estamos a planear adquirir dois veículos especiais e um autotanque para água. Queremos ainda adquirir outros equipamentos, nomeadamente máscaras, oxigénio, espuma, mangueiras e mais de cem mil aparelhos para comunicações”, disse.

Também o Vice-Ministro do Interior, António Armindo, referiu a necessidade deste orçamento adicional para apoio à Proteção Civil.

“Devemos preparar-nos agora, porque estamos quase no tempo da chuva e, se ocorrerem desastres, poderemos responder. Este ano houve inundações, que afetaram mais de sete mil casas, apoiamos, no entanto, apenas pouco mais de mil casas”, disse.

MI pede também orçamento adicional para ministério e Migração

O Ministério de Interior (MI) pediu, no total, 14 milhões de dólares americanos na proposta do Orçamento Geral de Estado (OGE) para 2021, inicialmente previsto em três milhões de dólares.
“Pedimos orçamento adicional num valor superior a 14 milhões para o MI, Proteção Civil e Serviço de Migração”, afirmou o Vice-Ministro do Interior, António Armindo, à margem da discussão do Comité de Revisão Político (CROP), em Aitarak-Laran, Díli.

“Hoje, propusemos ao Comité de Revisão Política um orçamento adicional que pensamos ser muito importante implementar em 2021, mas não conseguimos devido ao teto orçamental atribuído pelo Ministério das Finanças”, acrescentou.

O governante destacou ainda o papel do Serviço de Migração para controlar as entradas e saídas nas fronteiras e a implementação de um sistema de serviços em linha ligados à migração”, afirmou, acrescentando que será também posto em prática em embaixadas e consulados.

Pedido de verbas adicionais de 11 milhões para PNTL
Segundo o governante, foi ainda pedido um orçamento adicional de 11 milhões de dólares para a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) para a construção de mais postos para a Unidade de Patrulhamento de Fronteiras (UPF) e esquadras dos comandos municipais.
“Pedimos também para adquirir computadores e impressoras que distribuiremos pelos postos administrativos e municípios, pois, de acordo com as informações, os nossos agentes da PNTL destacados nos municípios têm muitas dificuldades em escrever os relatórios”, disse. (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.