CNE avalia metodologia e conteúdos para formação e ações de educação cívica

by -63 views

DÍLI- A Comissão Nacional de Eleições (CNE) realizou, esta terça-feira (28/07), uma formação com a duração de dois dias junto dos funcionários da CNE de 12 municípios e da Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA) para avaliar a metodologia dos formadores e os conteúdos essenciais para a formação e as ações de educação cívica.

O Presidente da CNE, Alcino Barris, defendeu a necessidade de uma avaliação da formação cívica disponibilizada pela comissão.

“Já efetuámos algumas atividades de educação cívica, mas esta avaliação pretende ver a metodologia dos formadores e a participação dos formandos. Queremos discutir novamente as metodologias e conteúdos apropriados a aplicar. Disponibilizamos educação cívica apenas um dia em cada escola e, por isso, temos de gerir bem o tempo e transmitir estes conteúdos, de acordo com o nível de ensino, para que os alunos possam compreender”, afirmou.

Segundo o responsável, durante estes dias, a formação dada aos funcionários da CNE focar-se-á em questões ligadas aos atos eleitorais, legislação relativa ao recenseamento, à campanha eleitoral, aos partidos políticos e às eleições parlamentares e presidenciais.

“É preciso rever estas questões para que possamos melhorar a compreensão destes funcionários. Devemos simplificar os conteúdos”, disse.

De acordo com Alcino Barris, serão também realizadas ações de formação cívica junto da comunidade.

 O responsável recordou igualmente as ações de educação cívica levadas a cabo junto dos estudantes, nomeadamente sobre o recenseamento eleitoral.

“Os alunos com 17 anos devem recensear-se e compreender os atos eleitorais. O registo é obrigatório, mas a votação não. A CNE está preocupada com esta situação e, como tal, está a envidar esforços para que estes estudantes participem nas eleições”, concluiu. (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.