Cinco suspeitos de crime de contrabando obrigados a apresentações mensais e semanais

by -26 views

DÍLI (Timor Post) – O Tribunal Distrital de Díli (TDD) realizou, esta sexta (03/09), o primeiro interrogatório a cinco suspeitos  – quatro timorenses e um indonésio – do crime de contrabando.

O TDD aplicou, segundo o defensor dos arguidos, Marito da Silva, como medidas de coação a apresentação periódica mensal aos quatro cidadãos timorenses e apresentação semanal ao indonésio.

Os suspeitos foram detidos, no dia 26 mês passado, pela Unidade Polícia Marítima (UPM) em Dolok-Oan, Posto Administrativo Cristo Rei, em Díli, porque terão feito contrabando, entre outros, de tabaco.

O defensor reconheceu que o Ministério Público (MP) tem na sua posse indícios suficientes de crime.

“O processo crime promovido pelo MP relativo a contrabando tem indícios suficientes”, disse Marito da Silva aos jornalistas, na passada sexta-feira (03/09), no TDD.

O advogado informou também que o MP pediu ao TDD que aplicasse como medidas de coação a apresentação periódica aos quatros suspeitos timorenses e prisão preventiva para o indonésio por falta de documentos como o passaporte e licença do barco.

Recorde-se que a Unidade da Polícia Marítima (UPM) da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) deteve, na passada terça-feira (31/08), em flagrante delito, quatro cidadãos timorenses e outro indonésio, suspeitos de terem efetuado negócios ilegais na área de Dolok-Oan, suco de Metiaut, no Posto Administrativo de Cristo-Rei, Díli.

“Os negócios ilícitos levados a cabo por este  grupo composto por cidadãos timorenses tiveram o seu início há já muito tempo. A UPM tentou por diversas ocasiões detê-lo, mas conseguiu sempre escapar, sem deixar rasto”, disse o Comandante da UPM, o Superintendente Basílio de Jesus.

O responsável informou ainda que, na sequência de várias diligências levadas a cabo, a UPM apreendeu 40 caixas de tabaco, um barco que transportava diferentes produtos, uma motorizada e uma viatura pesada e outra ligeira. Todo o material apreendido se encontra  nas instalações da UPM.

O dirigente revelou ainda que se encontram em fuga em parte incerta dois indivíduos, um cidadão  timorense e outro indonésio, salientando que a unidade continua a efetuar buscas para os localizar e deter.

“Um dos detidos esteve escondido no interior da viatura ligeira. Ao aperceber-se da nossa presença, o indivíduo saiu rapidamente da viatura e correu em direção aos mangais. Manteve-se no esconderijo durante largos minutos. Quando um efetivo policial disparou para o ar, o suspeito assustou-se e foi nesse instante que o conseguimos deter por volta das 11h30”, contou o oficial da polícia.

O comandante informou, por outro lado, que o principal suspeito, proprietário do barco, estará envolvido em atividades de contrabando entre os dois países vizinhos, a Indonésia e Timor-Leste.

Segundo o superintendente Basílio de Jesus, a atividade ilícita estará ligada à exportação de refrigerantes da marca Delos e sândalo para a Indonésia e à importação de tabaco de diferentes marcas, motorizadas, querosene, entre outros produtos.

“Identificámos o autor principal da atividade de negócio ilícita no ano passado. Foi ele que terá sido o responsável pelo transporte de vários produtos, entre os quais, refrigerantes da marca Delos e sândalo para a Indonésia. O mesmo terá importado  tabaco de várias marcas, como a Surya, Marlboro, Sampoerna e Pohon Sagu, além de motorizadas e querosene para Timor-Leste. Conseguimos apreender parte destes materiais na zona de Dolok-Oan”, salientou.

Segundo a mesma fonte, o transporte ilegal de sândalo dos municípios de Lautém Viqueque, Baucau, Covalima e  do enclave de Oé-Cusse destinava-se à venda na vizinha Indonésia. (jxy/f10)

No More Posts Available.

No more pages to load.