Cidade Universitária de Aileu atrairá estudantes internacionais

by -220 views

DÍLI – O Ministro do Ensino Superior, Ciência e Cultura (MESCC), Longuinhos dos Santos, disse que a futura cidade universitária em Aileu, enquanto identidade e património do país, permitirá atrair a vinda de estudantes internacionais.

As declarações proferidas pelo governante surgem em resposta às preocupações manifestadas pelos deputados no Parlamento Nacional (PN) relativas à alocação de verbas para o futuro projeto de edificação da Cidade Universitária de Aileu.

“A meu ver, a cidade universitária em Aileu tornar-se-á numa identidade de Timor-Leste que atrairá novos estudantes estrangeiros provenientes de todo o mundo. Quanto aos detalhes sobre a sua construção, dependerá dos estudos de viabilidade”, disse Longuinhos, esta quinta-feira (10/12), no âmbito da discussão do Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2021, no Parlamento Nacional.

O ministro referiu ainda que a criação de uma cidade universitária no Município de Aileu partiu da ideia do VIII Governo Constitucional, cujo conceito será similar ao da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL).

Segundo o governante, a futura universidade será dotada de infraestruturas modernas e adequadas, equipada com laboratórios, dormitórios, bibliotecas e campos desportivos, além de oferecer cursos académicos variados.

“Já concluímos o levantamento dos dados que dizem respeito ao processo de indemnização atribuída aos proprietários dos terrenos onde será construída a cidade universitária. Aguardamos, pois, que chegue o fundo para solucionar a questão”, frisou.

O deputado da Bancada do Partido Democrático (PD), António da Conceição ‘Kalohan’, exigiu, por seu turno, ao MESCC que desse esclarecimento sobre todos os detalhes referentes ao projeto em causa.

“Peço ao Governo que nos esclareça sobre a política relativa a este projeto de forma a podermos ponderar quais as medidas a serem tomadas”, pediu António ‘Kalohan’, no âmbito do quarto dia de discussão do OGE-2021na especialidade.

Também o deputado da Bancada da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (FRETILIN), Joaquim dos Santos, pediu ao Executivo timorense que explicasse de forma detalhada a questão futura instalação universitária em Aileu, visto que alguns moradores deste município se deslocaram à Comissão ‘A’ do PN, que trata dos Assuntos Constitucionais e Justiça, a fim de propor ao Governo que aceitasse a oferta dos seus terrenos.

“Todos concordamos com a criação deste projeto em Aileu. Contudo, esperemos que isto não venha pôr em causa os direitos económicos dos cidadãos residentes próximos à zona onde terá lugar o empreendimento”, sublinhou o deputado. (kyt) 

No More Posts Available.

No more pages to load.