Chineses que viajam para Timor-Leste ficam em quarentena domiciliária

by -53 views

Díli- Os cidadãos chineses que viajaram para a sua terra natal para a celebração do Ano Novo na China, ao regressarem em Timor-Leste, ficarão em quarentena durante 14 dias úteis nas suas residências para serem observados e, assim, ser impedida uma propagação do coronavírus no país.

As declarações foram de Huang Dan, porta-voz da equipa médica da China em Timor-Leste, aos jornalistas, numa conferência de imprensa realizada nesta quarta-feira (29/01), no Hospital Nacional Guido Valadares, em Díli.

Explica-se também no comunicado distribuído que o novo coronavírus se trata de uma nova cepa nunca encontrada em humanos antes. O vírus, que causou o surto de pneumonia em Wuhan, em dezembro de 2019, é um novo tipo denominado pela Organização Mundial de Saúde de 2019-nCoV.

Segundo Huang Dan, durante 14 dias, estes cidadãos chineses não poderão fazer refeições em conjunto, receber convidados em casa ou ir a espaços públicos.

“Usem adequadamente uma máscara médica e evitem conversas cara a cara a curta distância. Durante o período de isolamento, prestem atenção à limpeza e higiene do ambiente doméstico, monitorizem a temperatura corporal e façam registos regulares. Se tiverem sintomas como febre, dificuldade em respirar e tosse, usem uma máscara e vão ao hospital imediatamente, explicando se têm histórias de contacto na área epidémica”, alertou.

Huang recordou também que o coronavírus está agora incluído nas doenças infeciosas de Classe B, estipuladas pela Legislação de Prevenção e Controlo de Doenças Infecciosas da República Popular da China, sendo, no entanto, tomadas medidas para a prevenção e controlo de doenças infeciosas de Classe A.

“Até agora, 30 províncias iniciaram a resposta de primeiro nível às principais emergências de saúde pública. O Governo chinês fará todos os esforços para impedir que a epidemia alastre e seja garantida a saúde e a segurança das pessoas”, referiu.

O médico explicou igualmente que, segundo a análise do Centro de Prevenção e Controlo de Doenças da China, pode confirmar-se que o novo coronavírus é transmitido por gotículas ou por contacto.

O responsável lembrou de igual modo que, embora a origem não seja clara, o novo coronavírus tem a capacidade de se espalhar entre as pessoas e ainda não há medicamentos e vacinas disponíveis para a sua prevenção. O Governo chinês divulgou, contudo, um plano oficial de diagnóstico e tratamento, tendo-se registado um aumento significativo do número de pacientes curados.

O médico apelou de igual modo à população timorense que tome medidas de precaução, como lavar as mãos com frequência, prestar atenção à higiene pessoal, utilizar uma máscara adequada, exercitar o corpo e fortalecer a imunidade, organizar razoavelmente o trabalho e descanso ou manter a imunidade do corpo.

“Vá imediatamente ao hospital, se tiver febre ou dificuldades de respiração. Não entre em pânico. Boas medidas de prevenção e controlo exigem que todos prestem atenção. Já noticiei que o Governo de Timor-Leste tomou medidas ativas de prevenção e controlo. A equipa médica chinesa também cooperará ativamente com o Ministério da Saúde e o Hospital Nacional e fará todos os esforços para garantir a saúde do povo timorense”, concluiu. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.