Cerca de cem doentes renais preocupados com atraso no tratamento no HNGV

by -150 views

DÍLI- Cerca de 100 doentes renais que efetuam hemodiálise mostraram-se preocupados com o atraso no atendimento por parte dos profissionais de saúde do Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV).

Segundo um dos pacientes, os doentes com insuficiência renal estão internados há já alguns dias nesta unidade hospitalar para receberem tratamento. Contudo, refere, acabariam por não ser atendidos.

“Sabemos que alguns dos profissionais de saúde, neste hospital, estão infetados com covid-19. Estamos aqui desde anteontem e ainda não fomos sujeitos ao tratamento de hemodiálise. Pedimos, por isso, aos médicos que nos deem assistência”, apelou um dos doentes esta quinta-feira (18/03),à jornalista, no HNGV.

O doente lembrou ainda que a vida destes doentes renais depende da hemodiálise.

“Somos mais de 90 pacientes aqui internados no Hospital Nacional Guido Valadares. É preciso assegurar o tratamento destes doentes. Sei que os médicos se encontram atualmente em quarentena, o que constitui um problema. Precisamos, pois, de uma solução. Não estamos contra os profissionais de saúde, porque são os nossos deuses”, sublinhou.

“Alguns dos pacientes com insuficiência renal devem fazer hemodiálise duas a três vezes por semana. Os doentes renais crónicos devem, pois, ser tratados de forma célere, porque não se trata de uma doença qualquer”, acrescentou.

O Diretor da Clínica do HNGV, Flávio Brandão, afirmou, por sua vez, que alguns médicos estão, neste momento, em quarentena e isolamento por estarem infetados com covid-19.

“Continuamos a assegurar o tratamento de hemodiálise, mas é também precisa a compreensão dos doentes”, concluiu. (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.