Cerca de 20% dos professores de Díli sem vacina contra covid-19

by -57 views
Foto TATOLI

DÍLI (Timor Post) – O Serviço da Educação do Município de Díli revelou que cerca de 20% dos docentes de Díli ainda não foram inoculados com a vacina contra a covid-19.

Segundo os dados do Ministério da Educação, Juventude e Desporto (MEJD), o município dispõe atualmente de 3153 professores.

“Registamos 2565 docentes, o equivalente a  80,79%, que receberam já a primeira dose da vacina, faltando apenas 588”, disse o diretor da Educação do Município de Díli, Duarte Bragança, aos jornalistas, esta terça-feira (14/09), em Becora.

O dirigente explicou também que os professores que ainda não foram vacinados são os que sofrem de várias patologias. No lote estão de igual modo grávidas e a amamentar os filhos.

Entretanto, na Escola Secundária Geral de 12 de Novembro de Becora, alguns docentes recusaram receber a vacina, sem que tivessem apresentado qualquer justificação.

“A escola conta atualmente com 78 professores, sendo que oito ainda não foram inoculados. Deste, três apresentam comorbidades e uma está a amamentar o filho. Quanto aos restantes, não apresentaram quaisquer razões”, informou.

O responsável acrescentou que os docentes não vacinados vão ser impedidos de lecionarem e podem ainda estar sujeitos ao corte de salário.

“Os professores que não querem ser inoculados não poderão entrar na sala de aula para lecionarem”, alertou.

Perante este cenário, Duarte Bragança alertou todos os docentes para que cumprissem as normas sanitárias para evitar a transmissão do vírus da covid-19.

O dirigente adiantou igualmente que a Educação Municipal tinha recebido um despacho do MEJD e da Comissão da Função Pública (CFP) para submeter os dados da vacinação.

Recorde-se que as atividades letivas presenciais continuam suspensas, ainda que o Governo tenha decidido levantar o confinamento obrigatório em Díli e Ermera.

O MEJD disse estar a acompanhar a situação epidemiológica nos dois municípios e ao mesmo tempo aguardar a recomendação do Ministério da Saúde, antes de avançar com a retoma das aulas presenciais. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.