Centro de Artes Gráficas e Impressão de Comoro sem técnicos especialistas

by -38 views

Díli – O Ministro da Educação, Juventude e Desporto (MEJD), Armindo Maia, disse que o Centro de Artes Gráficas e Impressão de Comoro, sob a tutela deste ministério, não dispõe de técnicos especialistas para efetuarem a impressão dos enunciados dos exames nacionais.

“Duas dezenas de funcionários foram demitidas. Precisamos, por isso, de um técnico especialista para imprimir, pois já há dois anos que deixámos de usar a impressora”, afirmou Armindo Maia aos jornalistas, na terça-feira (13/10), no Ministério das Finanças, em Aitarak Laran.

O governante lembrou ainda que os técnicos eram sul-coreanos. No entanto, não puderam regressar devido ao estado de emergência provocado pelo surto pandémico do novo coronavírus.

“Já tínhamos contactado o Embaixador da Coreia do Sul para ver se os conseguia substituir. Contudo, não tivemos sucesso, pelo que devemos procurar meios, porque os exames nacionais estão à porta”, disse.

Questionado sobre o investimento na componente técnica por parte do MEJD, Armindo Maia referiu a importância de capacitar os próprios técnicos timorenses, embora tenha assumido o cargo há pouco tempo.

“Há três meses que assumi o cargo. É preciso muito tempo para capacitar os técnicos, visto que estas máquinas são consideradas sofisticadas. Porém, verei a questão para que não dependamos anualmente dos técnicos estrangeiros”, concluiu. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.