Cela da PNTL aberta para vendedores de artigos pirotécnicos

by -47 views

DÍLI­– O Segundo Comandante da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) do Município de Díli, o Superintendente Euclides Belo, disse que a cela da polícia está aberta 72 horas à espera de quem tente vender ilegalmente artefactos pirotécnicos.

Euclides pediu a todos os cidadãos que cumprissem as orientações da PNTL para garantir a estabilidade, segurança e paz na capital.

“Não podem tentar vender [artigos pirotécnicos], porque a PNTL apreende estes artefactos e detém na cela, durante 72 horas, as pessoas que os vendem”, alertou Euclides, esta sexta-feira (20/11), no seu local de trabalho.

O segundo comandante pede à comunidade em Díli que informe a PNTL sobre a venda ilegal de artigos pirotécnicos.

“Quando virem as pessoas a venderem fogo de artifício, informem-nos diretamente para irmos às lojas que o vendem”, frisou.

O dirigente avançou que, com o medo, algumas pessoas fazem a venda destes artigos em sua casa, avisando que a polícia estará atenta a estes atos ilegais.

 O jornalista do Timor Post pôde verificar que, nas áreas de BTN3, Karantina e Maslidun, em Tasi-Tolu, algumas crianças já começaram a lançar, à noite, artefactos pirotécnicos, que terão comprado em lojas da zona.

“Comprámos nas lojas à beira da estrada, em Tasi-Tolu”, respondeu uma fonte ao Timor Post, no sábado (21/11).

Questionado sobre as declarações da fonte, Euclides Belo disse que o comando já orientou os agentes para efetuarem operações em Tasi-Tolu. (f10)

No More Posts Available.

No more pages to load.