CDC apela a pais para cuidarem das crianças durante confinamento

by -61 views

Díli – A Comissária dos Direitos das Crianças de Timor-Leste (CDC), Dinorah Granadeiro, pede aos pais que cuidem dos seus filhos e não os obriguem a trabalhar, nomeadamente em atividades de negócio, durante o confinamento obrigatório.

O pedido deve-se ao facto de várias crianças continuarem a vender bens de primeira necessidade em locais públicos, nomeadamente no mercado de Taibessi, ainda que Díli esteja em confinamento obrigatório.

“As crianças precisam de uma proteção especial por parte da sua família neste período crítico, pois ainda não tomaram a vacina contra a covid-19. Os pais não as podem obrigar a trabalhar, forçando-as a vender produtos nas principais vias da capital. É da responsabilidade dos pais sustentar a família”, disse a comissária ao Timor Post, no passado sábado (04/09).

Dinorah Granadeiro disse ainda concordar com a intervenção dos membros do Serviço de Guarda do Município de Díli (SGMD) destacados no mercado de Taibessi, ao apreenderem vários bens vendidos por menores no local.

“As crianças ainda não estão vacinadas. Por isso, necessitam dos cuidados das suas famílias durante o confinamento obrigatório. A CDC concorda totalmente com a atuação dos guardas que estão a proibir que qualquer criança venda produtos em locais públicos. Os pais devem ser alertados para a necessidade de cuidarem dos seus filhos durante o confinamento obrigatório, porque as crianças são um dos grupos com maior risco de contágio com o novo coronavírus, especialmente com a variante Delta”, afirmou.

A responsável explicou, por fim, que a intervenção do SGMD não viola os direitos das crianças, uma vez que os seus direitos fundamentais não são beliscados, como são a educação, saúde, alimentação, entre outros. (61L)

No More Posts Available.

No more pages to load.