Caso Rai-Kotu. Defesa do suspeito pede recurso de prisão preventiva

by -48 views

DÍLI – Depois de o Tribunal Distrital de Díli (TDD) ter aplicado, no primeiro interrogatório, a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva, ao suspeito do homicídio de Domingas Soares, ocorrido na aldeia de Terra Santa, em Madohi, o advogado do jovem, Manuel Gonçalves, interpôs recurso.

Segundo a defesa, o TDD aplicou-lhe esta medida de coação por estar indiciado da morte de Domingas Soares e ainda de ferimentos graves na mão esquerda da filha desta vítima mortal. O advogado defendeu, contudo, que o seu cliente fez uso de uma arma branca para poder fugir de casa e que não tinha intenção de matar a mulher.

“De acordo com as suas declarações, [o arguido] não violou a jovem. A mãe da vítima estava à frente da filha, que a empurrou e levou a que a mulher fosse acidentalmente esfaqueada. A faca, para o corte de legumes, não estava afiada, tendo-a usado somente para fugir por recear que a comunidade o agredisse”, afirmou Manuel Gonçalves, acrescentando que, após a fuga, o suspeito ficou com ferimentos nas duas pernas.

O Ministério Público acusa o suspeito do crime de homicídio agravado e tentativa de violação sexual.

O caso remonta à madrugada do dia 30 de outubro. Por volta da 01h10, o suspeito terá entrado no interior de uma habitação na aldeia de Terra Santa, em Madohi, de Dom Aleixo, e terá ido diretamente ao quarto da jovem, tentando violá-la. Durante o ato, a vítima terá gritado e, com receio, o arguido feriu gravemente a sua mão esquerda. Em seguida, terá saído do quarto e encontrou-se com Domingas Soares, esfaqueando-a no peito.

Na sequência do trágico acontecimento, a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) e os líderes locais chegaram ao local do crime e transportaram a jovem para o Centro de Saúde de Comoro e a vítima mortal para o Hospital Nacional Guido Valadares para autópsia.

As autoridades de segurança, com ajuda dos residentes, foram ao encalce do suspeito, tendo sido detido na cela do posto policial, em Caicoli.

‘Lú Olo’ preocupado com caso de Rai-Kotu

O Presidente da República, Francisco Guterres ‘Lú Olo’ mostrou-se preocupado com este caso de homicídio.
“Todos nós repudiamos o caso de Rai-Kotu. Repudiamo-lo veementemente”, disse o Chefe de Estado, à saída da visita ao Jardim dos Heróis da Pátria, em Metinaro.

Francisco Guterres recordou ainda que o caso está sob investigação e que o Ministério Público e a Polícia Científica de Investigação Criminal efetuarão uma investigação profunda. (Equipa TP)

No More Posts Available.

No more pages to load.