CAC apreende produtos estragados da Cesta Básica

by -30 views

DÍLI–O Comissário Adjunto da Anti-Corrupção (CAC) para os Assuntos de Prevenção e Sensibilização, Luís de Oliveira Sampaio,disse que a instituição procedeu à apreensãode bens alimentares que constam da Cesta Básica fornecidos pela empresa Dili Mart, tendo de imediato interrompido a sua distribuição, no suco de Comoro.

A medida, segundo o comissário, prende-se com o facto de alguns alimentos estarem “cobertos de bichos e estragados”.

“Já falámos com o gestor da empresa no sentido de parar imediatamente com a distribuição de bens de primeira necessidade, pois grande parte está estragada, como o milho, feijão e legumes, que apodreceram. Estes alimentos servem apenas para alimentar os porcos, não o nosso povo”, disse Luís de Oliveira, esta quarta-feira (09/12), em Comoro.

Segundo o comissário Adjunto da CAC, foi também apreendido café, pelo simples facto de a empresa não ter cumprido à risca a lista dos bens alimentares definidos pelo Ministério do Turismo, Comércio e Indústria (MTCI).

Luís de Oliveira salientou, entretanto, que a comissão notificará o gestor da empresa bem como o responsável pela implementação do Programa Cesta Básica do MTCI.

“O proprietário e os responsáveis afetos à superfície Dili Mart e ao Programa Cesta Básica do MTCI serão chamados, porque, apesar de terem reconhecido sinais de apodrecimento de certos produtos, continuaram a efetuar a sua distribuição. Além disso, cabe a ambos assumirem a responsabilidade de os supervisionar”, frisou.

O Comissário Adjunto da CAC recordou, por último, que, embora a comissão tivesse anteriormente identificado alimentos em risco de apodrecer a serem entregues em diversos locais, como em Hera, Metinaro e Liquiçá, o certo é que tanto a empresa como as autoridades relevantes não procederam à sua substituição.  (Jaime Pires)

No More Posts Available.

No more pages to load.