BNCTL pondera redução nas taxas de juro do crédito

by -40 views

Gleno – O Banco Nacional de Comércio de Timor-Leste (BNCTL) pondera reduzir a taxa de juros para a concessão de crédito, mas, segundo o Presidente do Conselho de Administração desta unidade bancária, António Vítor, será importante que seja analisada adequadamente a sustentabilidade financeira da instituição.

Segundo o Presidente do Conselho de Administração do BNCTL, a possível redução das taxas de juro deve-se às preocupações dos credores.

O presidente recordou ainda que as taxas de juro em causa variam entre os 6% e os 12%, aplicadas de acordo com a capacidade financeira do BNCTL, explicando também que os 6% se destinam aos veteranos, enquanto entre 8% e 12% ao crédito empresarial, o que, para o dirigente, é razoável e de acordo com o crescimento do capital do próprio banco timorense.

“As taxas de juro do crédito que aplicamos, para mim, são razoáveis. Vamos, no entanto, analisar a sua redução. Com os progressos registados no BNCTL, podemos já, a cada ano, aplicar uma taxa de juros de 10% a todos os credores”, referiu António Vítor ao Timor Post, após a cerimónia de comemoração do 9.º Aniversário da BNCTL, nesta segunda-feira (11/07), em Gleno, Ermera.

Já o Presidente da Comissão C, que trata dos Assuntos Económicos e de Desenvolvimento, do Parlamento Nacional, Antonino Bianco, pediu ao BCTL que fosse avaliada e regulada a banca comercial em Timor-Leste para que possa ser reduzida a taxa de juros, desenvolvendo, assim, o setor económico.

“Cabe ao BCTL regular os bancos comerciais [em Timor-Leste]. Por isso, é necessário que se considere este assunto”, apelou.

De acordo com o deputado, a economia em solo timorense está a enfrentar “uma situação difícil”, provocada pela pandemia da covid-19.

“É importante que o BCTL e a banca em Timor-Leste tratem já da questão para que possam apoiar os timorenses, com destaque para os empresários, no desenvolvimento da economia do país”, sublinhou. (jxy)